Em inglês

Caixa Geral de Depósitos (CGD)

“Ao reestruturar hardware e software, estamos a economizar cerca de 200 mil por ano – e esperamos manter este avanço. Como é mais fácil controlar o número de máquinas que nós implementamos, em vez da quantidade de dados que adquirimos, estamos numa posição mais forte para controlar e prever os custos. Bacula removeu-nos esse tipo de restrição. A mudança para o Bacula Enterprise Edition teve um impacto positivo no nosso departamento de TI, ajudando significativamente a torná-lo mais eficiente e eficaz ”

– Marina Landeiro, Gerente de Serviços – Sistemas Windows; Plataformas de Virtualização; Armazenamento e Backups na Caixa Geral de Depósitos (CDG).

 

Sobre a Caixa Geral de Depósitos (CGD)

A Caixa Geral de Depósitos opera em 4 continentes, com a sua plataforma internacional de sucursais, filiais e escritórios de representação presentes em 21 países, ao lado de uma vasta rede de correspondentes bancários distribuídos por quase 120 países.

 

O desafio

Após a crise bancária dos últimos dez anos, muitos bancos sofreram restrições orçamentais internas como resultado direto. Os departamentos de TI foram afetados de acordo. Por causa desses e de outros fatores, o banco Caixa decidiu que precisava aumentar a eficiência do seu departamento de Informática em termos de desempenho de hardware e software, juntamente com custos reduzidos e melhor sustentabilidade. Uma parte essencial desse aprimoramento potencial foi encontrar uma melhor solução de backup de dados.

“Nossa solução de backup na época não era especialmente eficiente do ponto de vista operacional. Não tinha a funcionalidade que precisávamos e grande parte de sua funcionalidade exigia operação manual. Também era caro e parecia provável que se tornasse ainda mais caro no futuro, considerando que estávamos a ser cobrados com base no nosso volume de dados. Nosso armazenamento foi, obviamente, crescendo – indo para mais de 3 petabytes em armazenamento de backup. Por isso, começamos a procurar alternativas que pudessem ajudar a modernizar o nosso ambiente de backup e, ao mesmo tempo, reduzir custos ”, afirmou Marina Landeiro, gerente de serviços da Windows Systems; Plataformas de Virtualização; Armazenamento e Backups na Caixa Geral de Depósitos (CDG).

O departamento de informática do banco é uma instalação significativa. Ele tem três PBs de dados de backup e também tem uma variedade de bancos de dados a serem considerados; Oracle, SQL, Postgres, MySQL e SyBase. O banco tem mais de 3 mil máquinas no total, com 2 GB de armazenamento primário baseado em disco. No lado do armazenamento, o ambiente de TI estava a mudar rapidamente para usar o VTL no lugar da robótica. A taxa de virtualização foi de cerca de 85%. “Mudar da robótica para o uso da VTL significa que, por sua vez, conseguimos empregar técnicas de compactação e deduplicação, etc. Por isso, fizemos melhorias em vários níveis diferentes”, disse Marina.

 

A solução

O banco Caixa realizou melhorias significativas na sua infraestrutura física. Nós implantamos um novo hardware e implementamos uma nova rede. “Quando começamos a planejar a mudança arquitetural para a nossa infraestrutura de TI, começamos a procurar soluções de código aberto ? para muitas aplicações, não apenas do ponto de vista da infraestrutura, mas também de potenciais oportunidades de desenvolvimento. Procuramos o melhor software baseado em código aberto ? e descobrimos que o Bacula era um deles. Depois, analisamos mais de perto como o Bacula operava e sua gama de funcionalidades e depois solicitamos uma prova de conceito”, disse Marina.

“A Bacula Systems e o seu distribuidor para Portugal, Hopla Software, fizeram um ótimo trabalho. Eles foram muito prestaveis e também nos organizaram uma formação para a nossa equipa técnica. Eles continuam sempre muito disponíveis, mesmo após o processo formal de implementação ter terminado ”, disse Marina.

“Depois de termos decidido pelo Bacula, nós o instalamos e realizamos uma ampla gama de testes. Depois do sucesso dos mesmos, tivemos que fazer as verificações finais ”, disse Marina.

 

Os resultados

“Devido aos requisitos de segurança que são procedimentos padrão em bancos, temos várias zonas de rede distintas, cada uma delas precisa de um servidor de backup dentro dela. Portanto, nós precisamos de uma instalação de backup em cada servidor de zona para evitar a necessidade de cruzar firewalls. Com a nossa solução anterior, cada instalação estava a executar uma única instalação em cada zona. Portanto, se um servidor de backup morrer, ele não poderá se recuperar de outro servidor em outro lugar. Isso causou dificuldade e confusão em diferentes níveis de suporte e administração. Havia muitas ocurrèncias de indisponibilidade acontecendo! Agora estamos numa posição muito melhor porque, com o Bacula, podemos ter uma visão centralizada de tudo e no nível das operações, agora podemos relançar facilmente todos os trabalhos que falharam. Essa é uma grande vantagem para nós ”, disse Marina.

“Ao reestruturar hardware e software, estamos a economizar cerca de 200 mil por ano – e esperamos manter este avanço. Como é mais fácil controlar o número de máquinas que nós implementamos, em vez da quantidade de dados que adquirimos, estamos numa posição mais forte para controlar e prever os custos. Bacula removeu-nos esse tipo de restrição. A mudança para o Bacula Enterprise Edition teve um impacto positivo no nosso departamento de TI, ajudando significativamente a torná-lo mais eficiente e eficaz ”