Home > A História da Bacula Systems > Glossário > Backup e recuperação de dados: Definição e tipos. Sistemas de Backup.

O que é Backup e Recuperação de Dados? Sistema de Backup de Dados: Definição e tipos.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
(24 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Atualizado 5th janeiro 2023, Rob Morrison

Sistema de backup de dados – definição, significado, tipos de dados e soluções.

Um sistema moderno de backup de dados é um dos elementos de segurança mais importantes de um computador ou servidor, seja ele relacionado ao seu trabalho ou ao seu lazer. Cada aplicação ou sistema operacional pode ser reinstalado várias vezes, mas quando você perde dados, recuperar e recriar os dados originais pode ser imensamente estressante, frustrante ou simplesmente impossível sem os sistemas de backup devidamente configurados.

Os dados são o recurso mais útil de uma empresa, e perdê-los pode muitas vezes ser desastroso. Portanto, um sistema dedicado de backup e recuperação é capaz de oferecer uma série de vantagens, incluindo:

  • Melhor produtividade para os funcionários – não há necessidade de reescrever relatórios, recalcular planilhas, etc., já que os dados não se perdem permanentemente;
  • Proteção contra ransomwares – um backup correto contra essa ameaça é fundamental;
  • Histórico e arquivos mais longos – backups de dados facilitam muito a construção de arquivos corporativos, que são essenciais para algumas formas de compliance;
  • Menos estresse – os backups dão muito mais segurança contra qualquer tipo de evento negativo ou desastre natural, tornando sua empresa muito mais resistente e estável;
  • Nenhuma perda de dados – qualquer tipo de evento infeliz ou desastre natural pode resultar em perda de dados, algo que é um golpe muito duro na reputação e também na parte financeira. O principal objetivo dos sistemas de backup é evitar que isso aconteça em primeiro lugar;
  • Maior satisfação em questão de auditagem – embora a diferença entre as leis seja bastante considerável, dependendo da jurisdição, manter todos os seus registros financeiros, e de outros tipos, sempre seguros e disponíveis é muito importante.

A perda significativa de dados em uma empresa pode resultar em falência. Os administradores de sistema devem sempre fazer backup de qualquer informação valiosa e ter um plano para recuperar esses dados em caso de falha ou roubo. Muitos tipos diferentes de eventos adversos podem acontecer a um computador ou servidor, tais como ciberataques, roubo cibernético, roubo físico, falha de hardware e software. Entretanto, a rápida recuperação de dados usando um sistema de backup e recuperação corretamente instalado quase sempre ajuda a minimizar o impacto negativo dessas ocorrências.

 

data backup and recovery system architecture

Explorar nossos produtos

Os tipos de dados que você deveria estar fazendo backup podem incluir:

#
Quaisquer documentos: Arquivos do word, planilhas e outros documentos são exemplos típicos de coisas que você provavelmente precisará fazer backup. Caso você esteja trabalhando no computador de outra pessoa, ajuda ter sempre um pen-drive à mão. Assim, você pode simplesmente copiar o arquivo para ele, ou então enviar o documento para o seu e-mail, ou até carregá-lo para um serviço de armazenamento em nuvem para deixá-lo disponível online.
#
Aplicativo e dados do sistema operacional. Qualquer uma das valiosas entradas que você fizer ao longo do dia deve ser protegida e ter uma cópia. Essas entradas incluem e-mails, entradas de calendário, histórico de navegação, contatos, redes sociais e, as muitas vezes negligenciadas, configurações de aplicativos e sistema operacional.
#
Mídia. Fotos, vídeos, áudios e outros tipos de mídia precisam de backup. Os arquivos de mídia são normalmente muito maiores em tamanho, e podem exigir uma estratégia diferente. Isso é discutido mais adiante no artigo, no contexto dos sistemas apropriados de backup e recuperação de dados.

A ideia de um backup parece relativamente fácil no início, no entanto, pode ser um pouco problemático descobrir a melhor maneira de implementá-lo, e o melhor tipo de backup a ser usado. Há três tipos principais de backup que são mais usados no setor:

  • Backup incremental – gera uma cópia dos dados que mudou desde que o último backup foi feito. Esse backup é relativamente rápido e não muito pesado em termos de armazenamento, mas cria muitas versões diferentes de backup que podem ser problemáticas de se montar quando houver necessidade disso.
  • Backup diferencial – parecido com o backup incremental, esse backup gera uma cópia de cada arquivo que foi alterado desde que o último backup foi realizado. A única diferença é que o diferencial copia tudo apenas após um backup completo, enquanto o incremental detecta mudanças após backups de qualquer tipo.
  • Backup completo – o mais simplista dos três, gera uma cópia de todos os seus dados. Ele cria backups extremamente grandes e leva muito tempo de execução, portanto não é raro que seja usado em combinação com outros tipos de backup.

Mais informações sobre tipos de backup e especificações podem ser encontradas em nosso artigo sobre tipos de backup de dados.

Essas são algumas recomendações extremamente importantes para sua estratégia de backup:

  • Primeiro de tudo, você deve criptografar qualquer backup que contenha dados sensíveis.
  • Em segundo lugar, você não deve esquecer de colocar seus backups em locais diferentes: offline e online.
  • Em terceiro lugar, é sempre bom verificar seus backups para garantir que os arquivos possam ser recuperados.

A escolha do escopo do seu futuro sistema de backup é uma das muitas decisões
que você precisa tomar ao optar por fazer backup dos seus dados.
A próxima decisão importante é decidir quais serão seus RPOs e RTOs.
Mas primeiro, temos que dar uma olhada na definição de recuperação de desastres.

Recuperação de desastres

A recuperação de desastres (ou RD) em TI é uma parte significativa do planejamento de segurança como um todo. É um conjunto de procedimentos e políticas que devem proteger seu negócio em caso de algum evento negativo, seja ele ameaças cibernéticas, desastres naturais, falhas de construção, falhas de dispositivos, e assim por diante.

O objetivo da recuperação de desastres é ajudar você a se recuperar de um evento negativo o mais rápido possível, a fim de dar continuidade aos negócios. É preciso adotar muitos processos como pré-requisito, como avaliação de risco, análise do impacto comercial, e assim por diante. Dessa maneira, você pode identificar os serviços de informática específicos que podem ser usados para dar suporte às partes mais importantes do seu negócios Você pode ler nosso white paper para saber mais sobre como implementar uma estratégia de RD bem-sucedida.

Como existem muitas medidas diferentes que podem ser abrangidas pela recuperação de desastres como um todo, podemos elencar três categorias principais de medidas que podem ser usadas:

  • Detectiva – destinada a detectar e descobrir vários acontecimentos negativos;
  • Corretiva – encarregada de corrigir erros que tenham sido causados por eventos negativos ou desastres;
  • Preventiva – tem o objetivo de evitar a ocorrência de acontecimentos negativos, em primeiro lugar.

O objetivo de um plano de recuperação de desastres é manter a continuidade dos negócios, independentemente do tipo de evento que afete você. É por isso que também é importante verificar regularmente sua estratégia, e melhorá-la sempre que puder, para que assim você possa ter certeza de que sua empresa não será destruída por uma única situação problemática.

Embora o processo geral de definição de uma estratégia de recuperação de desastres seja relativamente complicado, você pode usar nosso modelo para ajudá-lo com o processo inicial. Em relação ao tempo de inatividade, existem duas medidas que são usadas quando se trata do sucesso de uma estratégia de RD: RPO e RTO.

Objetivo de Ponto de Recuperação e Objetivo de Tempo de Recuperação

Tenha em mente que se seus dados estiverem constantemente mudando, e se você passar por algum tipo de falha de hardware ou software que resulte na perda de seus dados, você só poderá recuperar esses dados na forma que eles estavam no momento do último processo de backup. Esse período entre os backups é chamado de Objetivo de Ponto de Recuperação, ou Recovery Point Objective (RPO), e significa a quantidade de trabalho e dados que você está disposto a abrir mão no caso de perda de dados.

RTO and RPO in backup and recovery

Ao mesmo tempo em que tornar o RPO mais curto significa que você perderia potencialmente menos dados, isso também quer dizer que você precisará de mais capacidade de armazenamento e provavelmente pagará mais por conta dos backups mais frequentes. Da mesma forma, podemos dizer que um RPO mais longo provavelmente custará menos, isso se você estiver disposto a aumentar o risco de uma maior perda de dados.

Muitas empresas, especialmente as pequenas e médias, estão usando um período de RPO de 24 horas, o que significa que apenas um backup é criado por dia. Usando soluções mais novas e aplicando um orçamento maior, você poderá ter condições de pagar um RPO de apenas alguns minutos. Há também a possibilidade de ter RPOs diferentes para partes distintas dos seus dados (RPOs escalonados) com base em suas próprias prioridades. Dessa maneira, você poderá fazer backup dos dados mais cruciais com mais frequência e implementar um tempo de backup muito maior para dados menos importantes.

Outra coisa extremamente importante que precisamos mencionar é o Objetivo de Tempo de Recuperação, ou Recovery Time Objective (RTO). Ele representa o tempo total que você leva para recuperar seus dados de backup em caso de falha de software/hardware e voltar ao ponto de poder trabalhar normalmente de novo. Um dos princípios fundamentais dos negócios é que quando seu sistema cai, você começa a perder dinheiro, e quanto mais rápido você conseguir se recuperar, menos dinheiro perderá. Mas não é tão simples assim: da mesma maneira que no RPO, tornar seu RTO mais curto significa que provavelmente será necessário adquirir o melhor software e hardware que consigam restaurar seus dados mais rapidamente, e isso pode se tornar bastante caro depois de um certo ponto. Em relação aos padrões do setor, a esmagadora maioria das empresas mantém seu RTO na marca das “várias horas”.

Seja especialmente cauteloso com o uso de qualquer dispositivo USB, ou parecido, usado para armazenar qualquer informação de backup. Sistemas de backup e recuperação que são implementados, mas são mantidos nesse tipo de mídia de armazenamento, podem ser ameaçados pelos mesmos perigos que podem afetar seu computador.

Se você tiver acesso a uma internet rápida, pode tentar instalar um serviço automatizado de backup online. O benefício desse tipo de serviço é a disponibilidade para acessar os dados de qualquer computador conectado à internet. No entanto, no caso de grandes quantidades de dados, essa solução de backup e recuperação pode ser lenta, especialmente na primeira vez em que você fizer a transmissão de dados através do sistema. Não armazene dados ou deixe backups individuais nesses sistemas automatizados a longo prazo, pois já houve vários casos de provedores que fecharam seus serviços e não devolveram nenhum dos dados do cliente.

Isso ajuda a determinar com que frequência você muda seus arquivos. Se você precisar editar documentos com frequência e de maneira contínua, talvez seja melhor fazer o backup dos mesmos pela internet (seja um serviço online automatizado, como discutido no item anterior, ou com um método online mais básico e manual). No entanto, a internet pode ser uma opção muito lenta para fazer o backup de grandes arquivos de mídia. Para esse caso, tente usar discos rígidos físicos que podem ser removidos e ficar offline para garantir sua segurança. A propósito, não se esqueça dos bons e velhos CDs e DVDs. Eles são baratos e versáteis, mas tendem a ser lentos. Tudo depende de quantas vezes seus dados mudam, quantos dados você precisa guardar, o quão críticos eles são, e o quão paciente você pode ser.

A criação de um sistema centralizado de backup de dados é uma boa solução multi-servidor, onde vários computadores são conectados uns aos outros, a conexão com a internet é feita através de um roteador e o armazenamento é conectado à rede (NAS). Nesse caso, o dispositivo de armazenamento de backup é universal para todos os computadores da rede local. Isso pode ser útil para o uso de outros dispositivos, inclusive impressoras, e para o gerenciamento de um grande volume de dados. A maioria dos drives NAS já estão equipados com algumas ferramentas para fazer backup. Com elas, você tem acesso instantâneo a um disco muito grande, que pode conter grandes arquivos de mídia de todos os PCs conectados. Os departamentos de TI e data centers normalmente usam esses dispositivos de armazenamento, por causa de sua eficiência.

data backup and recovery systems on disks

A última etapa do problema é o backup do próprio sistema. Nunca tenha apenas uma cópia de seus dados e configurações. Aumente a sua proteção, acrescentando múltiplos backups ao seu sistema. Sempre proteja imediatamente os arquivos necessários, envie por e-mail para si mesmo ou coloque-os em uma unidade web. Mude seu sistema de backup e recuperação e tenha pelo menos três cópias de qualquer arquivo, de preferência de diferentes formas, online e offline. Tente não confiar nas partes mecânicas. Se você espera que seus discos rígidos durem para sempre, com certeza terá muita dor de cabeça. Qualquer coisa que tenha partes móveis é muito mais provável que se quebre, ao contrário dos CDs e DVDs de alta resistência que podem durar quase para sempre, embora mesmo assim, só se armazenados corretamente, algo que é difícil de assegurar.

O que compõe a estrutura de uma solução de backup e recuperação?

 

Há vários tipos de ferramentas, serviços e soluções de backup disponíveis no mercado, com cada um oferecendo diferentes RTOs, RPOs e/ou a quantidade total de dados com que podem trabalhar. As informações abaixo dão uma ideia mais geral disso.

Sistemas de Backup e Recuperação de Hardware (Aparelhos)

O hardware de armazenamento é frequentemente representado por vários dispositivos montados em prateleiras de diferentes tamanhos que podem ser instalados e conectados à rede interna de sua empresa. Na maioria das vezes, eles são fáceis de instalar e configurar. Raramente, você precisa instalar qualquer software para fazê-los funcionar, nem fornecer algum tipo de servidor ou sistema operacional separado para iniciar seu processo de backup e recuperação. O processo de backup em si pode ser iniciado uma vez que você tenha instalado o software necessário em seus sistemas de trabalho. Esse tipo de solução também pode te dar acesso aos arquivos dos quais você fez backup.

backup and recovery hardware system

Uma coisa que você precisa lembrar é que se esse tipo de dispositivo for seu único repositório de backup, e acabar falhando, provavelmente tudo será perdido. Nesse caso, você até pode ter uma solução secundária de backup para diminuir a possibilidade de um evento tão desastroso, mas seu tempo de recuperação vai ficar mais longo devido à necessidade repentina de acessar sua solução secundária de backup. Por outro lado, talvez seja possível dar suporte ao seu backup físico com uma solução baseada em nuvem. Essa solução poderia funcionar bem para fins de armazenamento de dados a longo prazo.

Os dispositivos montados em rack não são o único exemplo de hardware de armazenamento. Eles também podem ser praticamente qualquer coisa que consiga armazenar dados, desde pen-drives USB e CDs/DVDs até armazenamento óptico e gravadores de fita magnética. Há também mais uma opção popular: o uso do NAS (Network Attached Storage). Com ele, você poderá manter grandes quantidades de dados e ser capaz de restaurar tanto os backups completos, quanto os arquivos ou segmentos individuais do seu backup.

Sistemas de Backup e Recuperação de Software

As soluções de hardware não são a única opção disponível. Existem também muitos softwares de backup, que tendem a ser mais populares, e a maneira como eles funcionam é completamente diferente. Esse tipo de solução de backup é instalada em seus próprios sistemas e, após a configuração inicial, ela lida com o backup por conta própria. Há também uma escolha de onde seus dados de backup serão salvos: pode ser em servidores dedicados criados especificamente para esse fim ou em alguns de seus próprios sistemas existentes. No entanto, se você optar por obter um servidor apenas para backups, ainda terá que instalar e configurar manualmente o sistema operacional e o software de backup preferido nesse servidor, para permitir que ele aja como um armazenamento para seus backups. É também importante mencionar que o software de backup também pode ser instalado em uma máquina virtual.

Ao comparar hardware e software diretamente, perceba que o software normalmente oferece muito mais flexibilidade quando se trata da quantidade de opções disponíveis, especialmente se a infraestrutura de sua empresa muda constantemente. Além disso, a falta de peças de hardware muitas vezes torna as soluções de software mais baratas, além do fato de que você pode escolher seus próprios locais de armazenamento.

backup and recovery software

Sistemas de Backup e Recuperação em Nuvem

As tendências modernas de TI estão explorando muito ativamente a colocação de quantidades crescentes de dados na “nuvem”, e o backup de dados não é uma exceção a essa tendência. É por isso que existem vários provedores oferecendo o chamado “backup como serviço”, ou “backup as a service” (BaaS), como outro tipo de solução de backup. Nesse caso, ao instalar certos agentes em seus computadores e outros dispositivos, você pode tanto fazer o backup, quanto restaurar os dados entre aquele dispositivo e o armazenamento em nuvem fornecido. Dos três tipos atualmente apresentados (hardware, software e baseado em nuvem), o BaaS é o menos complicado, já que você não precisa obter nenhum tipo de armazenamento, nem instalar e configurar nenhum outro software complicado, tal como um sistema operacional.

Por outro lado, se você estiver lidando e armazenando qualquer tipo de dados sensíveis, é uma boa ideia verificar se o fornecedor BaaS escolhido atende a seus padrões exigidos antes de firmar um contrato com ele. Por exemplo, os padrões de segurança são um aspecto que você deve considerar cuidadosamente.

cloud backup and recovery

Conectividade dos elementos do sistema de backup e recuperação

Há vários tipos de interfaces de conexão usadas no armazenamento, e que, consequentemente, implicam no backup e recuperação. Podemos dividi-las em duas categorias:

  • Interfaces locais:
    • SCSI;
    • eSATA;
    • USB;
    • FireWire;
  • Tecnologias de longa distância:
    • iSCSI;
    • Ethernet (LAN);
    • Fibre Channel;
    • Internet.

data backup and recovery connectivity types

Qual é a melhor solução de backup?

Cada solução de backup e recuperação tem suas próprias vantagens e desvantagens, e muitas delas têm pontos fortes diferentes em situações distintas. É ideal considerar muitos fatores ao escolher uma solução de backup e recuperação para seu negócio, incluindo os RPOs e RTOs, além das restrições e exigências técnicas e comerciais individuais de sua própria organização. Aqui estão alguns exemplos de recursos e características que uma boa solução de backup e recuperação deve ter:

  • Capacidade de adaptação a ambientes heterogêneos, já que não é raro que as empresas utilizem muitos tipos e versões diferentes de aparelhos de hardware e software
  • Opções de configuração para diferentes níveis de backup. Embora esse seja basicamente um pré-requisito para a maioria dos fornecedores de software de backup, ter mais opções de personalização em termos de níveis de backup, tipos e outras operações é sempre uma vantagem
  • Opções de integração com diferentes dispositivos, não apenas computadores de mesa com um OS específico. Smartphones e tablets também têm que ser incluídos no pacote de suporte
  • Controle simples, mas eficaz, sobre o gerenciamento de dados, configuração, monitoramento, administração, etc.
  • Capacidade de realizar várias operações de backup ou recuperação ao mesmo tempo; automatização e agendamento também fazem parte disso
  • Escalabilidade como opção padrão, para poder crescer e se expandir em capacidade junto com a organização em questão
  • Notificar todas as partes interessadas sobre as execuções de backup e status das operações, seja por e-mail, versão web, interface de monitoramento, etc.

Há uma abordagem útil do setor para fazer backup dos seus dados que vale a pena observar: a prática de armazenar seus dados em três lugares diferentes, usando dois tipos diferentes de armazenamento e com uma cópia extra armazenada em algum lugar em uma região geográfica diferente. Essa abordagem é amplamente conhecida como “estratégia 3-2-1”. Alguns dos exemplos dessa estratégia incluem ideias, como disco para disco, ou disco para disco para fita (D2D2C e D2D2T). Ambos os exemplos significam fazer backup de seus dados para algum tipo de armazenamento em rede unificado, e então copiar esse mesmo backup para o armazenamento em nuvem ou para fita.

Gerenciamento de Backups

Outro fator importante que deve ser levado em conta quando se trata de escolher uma solução de backup é o próprio gerenciamento de backups. Esse é o processo contínuo de administração para várias operações relacionadas à proteção dos dados. A quantidade de esforço necessária para promover um gerenciamento de backup bem-sucedido varia muito dependendo do método de backup escolhido, além de outros fatores.

O gerenciamento de backups pode ser surpreendentemente caro, portanto é sempre útil ter isso em mente ao calcular suas despesas. Alguns dos recursos mais populares do gerenciamento de backups são:

  • Verificação de backup;
  • Compatibilidade com outras aplicações;
  • Automatização de tarefas de rotina;
  • Retenção com base na política personalizada, e assim por diante.

Embora algumas dessas funcionalidades possam resultar em um preço global mais alto para uma solução de backup, é importante lembrar que não é incomum que soluções de gerenciamento de backups de baixo custo tenham pouca capacidade quando se trata de gerenciar backups reais, o que, em vez disso, gera mais custos administrativos. Nessa situação, é importante lembrar do TCO (custo total de propriedade) ao escolher uma solução de backup para sua empresa.

Em alguns casos, as soluções de backup e recuperação podem até disponibilizar para você todo um sistema dedicado exclusivamente ao gerenciamento de backups e todas as tarefas relacionadas. Por exemplo, o Bacula Enterprise fornece o BWeb Management Suite: um sistema de gerenciamento de backups com muitos recursos facilmente acessíveis. O BWeb é personalizado de acordo com as funcionalidades do Bacula Enterprise e oferece uma experiência melhorada de gerenciamento desse sistema de backup como um todo. Você pode saber mais sobre o BWeb, e também sobre seus recursos, nesta página.

Conclusão

Uma boa solução de backup permite que você durma tranquilo à noite e te ajuda a voltar rapidamente a ser produtivo em caso de problemas. Então, tente encontrar uma abordagem que se adapte às suas necessidades e ofereça a melhor maneira de armazenar seus valiosos dados. Dedicar algum tempo para determinar a melhor abordagem de backup que se adapte às suas necessidades pode não ser uma tarefa divertida, mas é necessária para proteger a si mesmo e seus negócios. Sempre faça o backup dos seus dados!

Embora a tarefa de escolher a solução de backup certa para você possa parecer trabalhosa no início, você sempre pode consultar nosso artigo sobre os melhores softwares de backup em 2022, no qual fornecemos mais informações sobre o que procurar em sua solução de backup, e também apresentamos alguns exemplos de soluções de backup qualificadas.

data backup and recovery plan

Últimos posts do nosso blog sobre sistemas de backup e recuperação

ContentsMétodos de apoio Proxmox incorporadosNomes de arquivos e compressãoRetenção de backups e exemplosMétodos de backup do Proxmox da Bacula EnterpriseApoio Proxmox com a Bacula EnterpriseProxmox restaurar com Bacula EnterpriseConclusão A criação de backups efetivos é uma prática crítica para quase todas as empresas atualmente, não importa com que tipos de dados e aplicações elas estejam…

dezembro 14, 2022 / Deixe um comentário
O que é um NAS para backup? Soluções de backup NAS

ContentsO que é NAS para backup e o que significa backup de dados do NAS?Como funciona um backup NAS?Por que você precisa de um sistema NAS?Interfaces do sistema NASVantagens e desvantagens do backup de dados do NASProteção do NAS para BackupSoluções de backup NAS da BaculaAdequado para backup de dados do Synology e outros fornecedores…

novembro 15, 2022 / Deixe um comentário
Backup para Nutanix: Definição, Funcionalidades e Soluções

ContentsIntrodução à NutanixMotivos para fazer backup da NutanixAs 11 melhores soluções de backup para NutanixBarracudaHYCUCohesityDruvaVeritasBacula EnterpriseVeeamUnitrendsCommvaultNAKIVORubrikConclusões Introdução à Nutanix A Nutanix é uma plataforma de software híbrida com foco na escalabilidade. Esse tipo de escalabilidade é possível devido à HCI, ou infraestrutura hiperconvergente, que é um sistema de instâncias individuais de servidor que pode atuar…

outubro 19, 2022 / Deixe um comentário
Sobre o autor
Rob Morrison
Rob Morrison é o diretor de marketing da Bacula Systems. Ele começou sua carreira de marketing de TI na Silicon Graphics, na Suíça, e desempenhou intensamente várias funções de administração de marketing por quase 10 anos. Nos 10 anos seguintes, Rob também ocupou vários cargos de administração de marketing na JBoss, Red Hat e Pentaho, assegurando o crescimento da participação no mercado dessas empresas reconhecidas. Ele é formado pela Universidade de Plymouth e tem um diploma de honras em mídia digital e comunicação, além de ter feito um programa de estudos no exterior.
Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *