Home > A História da Bacula Systems > Glossário > Soluções de apoio fora do local: Definição e significado. Tipos de software de backup externo.

Definição e tipos de backup offsite. Como escolher uma solução de backup externo?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
(39 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Atualizado 6th janeiro 2023, Rob Morrison

O que é uma solução de backup offsite? Os mais populares desafios e recursos do backup externo.

Toda empresa moderna entende que existe a possibilidade de mau funcionamento no armazenamento de informações importantes, de modo que elas tentam proteger seus dados fazendo backup. Em caso de danos a hardware, software, etc. e consequente perda de dados importantes, é então possível recuperá-los. No caso, existem duas maneiras de fazer backup de dados corporativos, e cada uma delas tem vantagens e desvantagens: os backups onsite e offsite.

O backup offsite, ou externo, é a replicação dos dados para um servidor que é separado geograficamente de uma área de sistemas de produção. O backup de dados externo também pode ser feito via acesso direto, através da Wide Area Network (WAN). Backup onsite, significa o armazenamento dos dados de backup em dispositivos locais de armazenamento, tais como discos rígidos, DVDs, e outros.

offsite data backup solutions architecture

Principais benefícios do backup externo:

  • Os dados podem ser acessados a partir de qualquer local usando o Protocolo de Transferência de Arquivos (FTP) ou a Internet;
  • Os dados não podem ser destruídos em caso de incêndio ou outro desastre no local principal, e não podem ser roubados, ao contrário das unidades de armazenamento local;
  • As soluções de backup externo podem ser mais confiáveis do que as locais, porque os dados são armazenados automaticamente.

As soluções de backup externo ajudam as organizações a proteger as informações digitais de eventos inesperados que, de uma forma ou de outra, representam perda de dados, parcial ou total, que podem afetar a operação das organizações.

Para a proteção de informações digitais, duas abordagens diferentes são tipicamente usadas como destino dos backups: áreas locais e/ou remotas.

Áreas locais são usadas, geralmente, para o backup de informações dos equipamentos de uma LAN para fitas ou autochangers conectados diretamente aos servidores, para NAS ou soluções SAN, ou então em um mesmo espaço físico. Nesse caso, os componentes estão fisicamente próximos, mas em um lugar diferente e acessível.

O backup local de dados permite que as organizações tenham um mecanismo para recuperar informações de usuários ou máquinas de sistemas de computador, aplicações, bancos de dados, etc., em situações que normalmente afetam as operações apenas de forma parcial. Muitas vezes existem diferentes níveis de criticidade de acordo com os processos envolvidos. Geralmente, muitas dessas situações de recuperação de dados são causadas acidentalmente pelos usuários.

Explore nossos produtos
Ver Glossário de Backup

Um ponto importante é que, com o backup local, a velocidade dos processos de backup e recuperação é provavelmente mais rápida, caso a rede seja razoável, e os tempos de recuperação sejam menores em comparação com outros destinos de backup. Isso pode ser significativo para conseguir o cumprimento bem-sucedido das políticas de uma organização com relação a janelas de backup e outros requisitos.

O uso de locais remotos, por outro lado, garante às organizações mecanismos de recuperação no caso de situações que afetem totalmente suas operações. Por exemplo, no caso de desastres naturais (terremotos, furacões, inundações, etc.) ou falhas físicas na infraestrutura, tais como problemas elétricos, incêndios, violações do controle de acesso, roubos ou outras formas de ataque.

Para o gerenciamento de locais remotos, é necessário que as aplicações de backup considerem e administrem as variáveis necessárias para a operação. Esse é o conceito de solução de backup offsite, que mantém os recursos de uma solução de backup e recuperação enquanto permite a cópia e recuperação dos dados de/para locais de armazenamento remoto. Isso poderia envolver um dispositivo remoto, sistema de computador, um serviço ou um recurso em nuvem, como o Google, Amazon S3, Microsoft Azure, etc. Naturalmente, níveis adequados de segurança e velocidade são importantes.

Principais diferenças entre os backup onsite e offsite

Mesmo que os backups locais e externos possam ser úteis em casos específicos, ainda é possível compará-los diretamente.

Por exemplo, o armazenamento local é tipicamente menos caro do que o externo, por uma série de motivos. A velocidade de transferência de dados também é mais rápida do que os backups externos, e também não requer conexão com a internet, devido à proximidade de seus servidores locais.

Por outro lado, o armazenamento local pode ser facilmente destruído se ocorrer algum desastre na área principal, e você não terá como recuperar todos os seus dados nesse caso. Isso também se aplica aos roubos. As consequências de alguém roubar suas unidades de armazenamento seriam as mesmas que em caso de destruição das mesmas. É aí que entra o backup externo, como forma de não perder seus dados por causa de um acontecimento infeliz.

Algumas vantagens específicas do armazenamento externo também incluem a capacidade de compartilhar dados de backup nos vários locais físicos diferentes, além da possibilidade de obter acesso a seus dados de qualquer lugar usando apenas sua conexão com a internet (ou via FTP). E, é claro, pelo menos uma cópia de seus dados vai sobreviver caso passe um tornado pela sua empresa e tudo for levado pelos ares.

É claro que o backup externo também não é exatamente perfeito. De fato, o acesso a seus dados pode ser problemático em alguns casos, como quando você precisa de seus dados para um trabalho de manutenção de rotina e seu servidor acaba ficando offline, ou algo semelhante. É claro que os clientes desses servidores são avisados com antecedência sobre essas ocorrências, mas ainda é bastante inconveniente se você precisar de acesso imediato a esses dados.

Diferentes maneiras de criar seus backups offsite

Na situação atual, um backup offsite, ou externo, significa que você precisa transferir seus dados para um local remoto de alguma maneira. Existem duas formas principais de fazer isso: a tradicional e a moderna.

O método tradicional significa transferir cópias de seus dados diretamente para os diferentes dispositivos de armazenamento. Por exemplo, criar uma cópia de seus dados uma vez por semana, mover essa cópia para seu próprio drive externo e armazenar essa unidade em qualquer outro lugar que não seja em sua empresa. No caso, até mesmo usar um cofre de segurança em um banco não está fora de cogitação. Por outro lado, o uso de fita magnética como armazenamento de dados em um local externo também é uma possibilidade. Como você pode imaginar, esse método é difícil, consome muito tempo e limita a frequência de seus backups externos, o que pode custar semanas de progresso se de repente você tiver que restaurar uma cópia de um mês de seus dados.

É aí que entra a maneira moderna: transferir arquivos pela internet. Existe uma série de diferentes serviços de backup pela internet que você pode usar e que irão copiar automaticamente seus dados para o local designado. A maioria das soluções de backup de terceiros são capazes de oferecer esse recurso.

Embora a maneira tradicional possa vir a ser útil em casos específicos, a natureza do mundo moderno não deixa dúvidas de que a transferência de seus dados usando a internet é provavelmente o melhor método de transferência que temos até agora. E embora o uso de fita magnética como principal armazenamento de backup externo possa ser considerado uma parte do método tradicional, os dados em si também podem ser transferidos para lá usando uma conexão com a internet.

O backup offsite como uma medida útil em caso de violação de dados

Um desastre natural ou um infeliz acidente não são as únicas coisas que podem causar a perda de dados. Outro fator popular da perda de dados de uma empresa é uma violação de dados. A violação de dados é quando seus dados sensíveis ou privados chegam às mãos de uma parte não autorizada. Esse tipo de violação tem se tornado cada vez mais comum nos últimos anos, com um caso desse tipo acontecendo basicamente a cada mês ou até com mais frequência, fazendo com que muitos dados sensíveis cheguem às mãos erradas.

Há vários pontos fracos e brechas diferentes que podem ser usados para obter acesso a seus dados, inclusive senhas fracas, malware, vulnerabilidades de software, e muito mais. O principal objetivo dos backups externos em caso de violação de dados, é a capacidade de obter uma cópia limpa de seus dados que não esteja infectada para procurar uma maneira de começar a limpar seu servidor principal a partir dos dados comprometidos. Ter backups externos também permite que você diminua o tempo de inatividade causado por uma violação de dados. Tais vantagens poderiam ter sido úteis para muitas empresas que sofreram violações de dados nos últimos anos, como a Landry’s, PhotoSquared, e outras.

Melhores práticas de backup offsite

O backup externo pode se tornar sua última esperança no caso de um desastre. E mesmo que muitas empresas saibam disso, elas ainda cometem vários erros relacionados ao tratamento do backup externo. Aqui estão algumas das melhores práticas que você deve implementar no seu backup externo.

  • Verifique os backups manual ou automaticamente. Não é impossível que um backup dê errado de alguma maneira, e você provavelmente só saberá disso quando precisar que esse backup fique pronto para o processo de restauração. É por isso que é importante ter pelo menos alguma maneira de monitorar seus backups. Uma forma de fazer isso é executá-lo manualmente ou delegar esse trabalho a uma pessoa específica, embora também haja algumas soluções de backup que oferecem monitoramento automático.
  • Planeje suas despesas de armazenagem. Saber de quanto armazenamento você precisa é muito importante quando se trata de escolher uma solução de backup externo adequada. Subestimar o tamanho de seus dados pode deixar você com backups incompletos e outros problemas, e sobrestimar pode fazer com que você pague muito mais do que o necessário pelo mesmo serviço de backup. Algumas soluções de backup também podem fornecer uma estimativa do tamanho de seus dados e prever quanto espaço é necessário. Esse é um recurso útil se você não sabe ou não quer fazer essa análise por conta própria.
  • Use uma conexão confiável e uma alta velocidade de transmissão de dados. Essa dica é simples e direta. A velocidade do seu processo de backup externo depende muito da velocidade de sua rede. Ou seja, se você aumentar sua velocidade, isso deve diminuir o tempo total do backup, mas pode levar a taxas adicionais. Por outro lado, manter a velocidade de sua conexão com a internet em níveis menores traria muito mais problemas para você do que apenas um processo de backup mais longo, e isso é algo que não vale a pena do ponto de vista financeiro na maioria das vezes.
  • Use serviços que ofereçam agendamento configurável. Embora seja possível fazer o agendamento por conta própria, ainda será uma questão de tempo até que você cometa algum tipo de erro que lhe custe muito dinheiro. É por isso que muitos serviços hoje são capazes de oferecer várias opções e recursos de agendamento que tiram esse fardo das suas costas. Por exemplo, existe a questão de encadear os backups. Há alguns casos em que fazer isso é necessário, mas na maioria das vezes é um risco desnecessário, pois nesse caso, um backup falhado derrubaria toda a cadeia formada. Os sistemas automatizados são capazes de decidir por si mesmos se há necessidade de formar encadeamentos de backup.

Essas podem parecer coisas óbvias, mas muitas empresas ainda tendem a esquecer pelo menos algumas delas. E esses também não são todos os erros mais comuns. Porém, conhecer e usar essas melhores práticas de backup externo pode lhe poupar muito tempo e dinheiro no futuro.

O backup externo é uma abordagem bem conhecida entre o backup em nuvem e as aplicações de recuperação de desastres, e deve oferecer os seguintes recursos:

  • Restauração bare metal (BMR), uma técnica que permite fazer o backup dos dados de uma maneira que está disponível para ser restaurada em um sistema de computador a partir do “bare metal” ou “metal puro”, que quer dizer um computador sem nenhum sistema operacional e aplicações instaladas. Nesse caso, os dados do backup ficam disponíveis de uma forma que permite a um administrador restaurar um sistema de computador sem quaisquer requisitos quanto a software ou sistema operacional previamente instalado.
  • Gerenciamento de snapshots de instâncias definidas e configuradas em ambientes de virtualização, tanto em equipamentos físicos quanto em recursos configurados na nuvem.
  • Instalações para o tratamento de arquivamento, o que permite armazenar arquivos de dados a fim de mantê-los por um determinado período, e realizar operações de busca e consultas de informação, para cenários de tempo específicos.
  • Replicação de informações entre diferentes locais, o que permite níveis mais altos de proteção e segurança dos volumes de backup. Quando isso é feito para diferentes locais físicos, as possibilidades de perda de dados são minimizadas.
  • Facilitar e permitir a implementação de uma solução de recuperação de desastre, levando em conta os recursos acima mencionados, segurança e otimização da velocidade e largura de banda. Isso é feito para proteger as empresas da ocorrência de situações que poderiam afetar adversamente todas as suas operações, não necessariamente apenas na área de tecnologia.
  • Ter mecanismos e ferramentas que proporcionem níveis ótimos de velocidade para a execução de atividades de backup e recuperação, bem como a proteção adequada dos logs. Isso, por sua vez, aumenta a confiabilidade da solução implementada, uma vez que as empresas têm um backup efetivo de suas informações, tanto operacionais, administrativas e de gestão.
  • Oferecer preços justos e acessíveis para as organizações, o que lhes permite não só instalar e configurar um software de backup externo eficaz, mas também crescer à medida que o volume de informações e as exigências operacionais aumentam com o tempo.
  • Oferecer excelente suporte técnico, o que garante aos usuários soluções efetivas e oportunas de backup externo para incidentes e problemas que possam ocorrer em conexão com a operação da aplicação. Esse backup pode vir de diferentes fontes, tais como a comunidade de usuários (no caso de uso de uma solução de backup externo de código aberto) e/ou a empresa que vendeu e/ou criou a solução. Os usuários podem estar sujeitos a diferentes níveis de serviço, mas esse deve ter um único resultado final: fornecer sempre uma solução para o usuário.

Além das funções mencionadas acima, as soluções de backup externo também podem permitir:

  • Acesso remoto aos dados de backup de qualquer lugar para pessoas com as devidas permissões e níveis de acesso.
  • Redução dos custos de manutenção da infraestrutura de backup em recursos como servidores, unidades de fita magnética e robótica. No caso de soluções baseadas em nuvem, as despesas relacionadas a esses itens não são necessárias. Com uma solução baseada em nuvem, todas as atividades de manutenção e substituição de peças e equipamentos são realizadas pelo fornecedor responsável do data center e de sua plataforma.
  • Administração dos recursos definidos em ambientes virtuais, de maneira que possibilite sua implementação de forma ágil e eficiente. Entre eles estão: snapshots, backups de instâncias virtuais e hosts que estão executando ambientes virtualizados, etc.

Portanto, o software de backup externo deve considerar:

  • A segurança na manutenção dos dados, uma vez que eles estão em locais relativamente acessíveis ao público de uma rede. No caso de locais remotos pertencentes à empresa, os níveis de acesso físico a esses locais devem ser reforçados.
  • A organização e gestão adequada da largura de banda, a fim de assegurar a execução dos processos de cópia de maneira integrada e com tempos de resposta adequados para as operações de restauração, de acordo com os níveis de serviço.
  • A fácil adaptabilidade às mudanças que possam ocorrer na configuração das informações a serem copiadas ou recuperadas, bem como dos recursos a serem usados.

Além do exposto acima, há um ponto importante a ser considerado na solução de backup externo baseado na nuvem: o uso cada vez mais frequente de plataformas híbridas, ou seja, aquelas com recursos compartilhados em áreas locais e remotas, gerenciadas a partir de uma única plataforma. Isso representa um cenário operativo com mais elementos a serem tratados.

Últimos posts do nosso blog sobre soluções de backup offsite

ContentsMétodos de apoio Proxmox incorporadosNomes de arquivos e compressãoRetenção de backups e exemplosMétodos de backup do Proxmox da Bacula EnterpriseApoio Proxmox com a Bacula EnterpriseProxmox restaurar com Bacula EnterpriseConclusão A criação de backups efetivos é uma prática crítica para quase todas as empresas atualmente, não importa com que tipos de dados e aplicações elas estejam…

dezembro 14, 2022 / Deixe um comentário
O que é um NAS para backup? Soluções de backup NAS

ContentsO que é NAS para backup e o que significa backup de dados do NAS?Como funciona um backup NAS?Por que você precisa de um sistema NAS?Interfaces do sistema NASVantagens e desvantagens do backup de dados do NASProteção do NAS para BackupSoluções de backup NAS da BaculaAdequado para backup de dados do Synology e outros fornecedores…

novembro 15, 2022 / Deixe um comentário
Backup para Nutanix: Definição, Funcionalidades e Soluções

ContentsIntrodução à NutanixMotivos para fazer backup da NutanixAs 11 melhores soluções de backup para NutanixBarracudaHYCUCohesityDruvaVeritasBacula EnterpriseVeeamUnitrendsCommvaultNAKIVORubrikConclusões Introdução à Nutanix A Nutanix é uma plataforma de software híbrida com foco na escalabilidade. Esse tipo de escalabilidade é possível devido à HCI, ou infraestrutura hiperconvergente, que é um sistema de instâncias individuais de servidor que pode atuar…

outubro 19, 2022 / Deixe um comentário
Sobre o autor
Rob Morrison
Rob Morrison é o diretor de marketing da Bacula Systems. Ele começou sua carreira de marketing de TI na Silicon Graphics, na Suíça, e desempenhou intensamente várias funções de administração de marketing por quase 10 anos. Nos 10 anos seguintes, Rob também ocupou vários cargos de administração de marketing na JBoss, Red Hat e Pentaho, assegurando o crescimento da participação no mercado dessas empresas reconhecidas. Ele é formado pela Universidade de Plymouth e tem um diploma de honras em mídia digital e comunicação, além de ter feito um programa de estudos no exterior.
Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *